Dois mendigos…

Relembrando o original:
Na madrugada de ontém eu ví dois mendigos deitados, dormindo na calçada da Só Colchões.

Visão de Lênin (lider da revolução Bolchevique):
Quando chegarem à meca, haverá uma revolução, os mendigos rebelar-se-ão contra a opressão da vitrine e tomarão não só a Só Colchões, tomarão as fábrica de colchões e o mundo tornar-se-a livre e será então TODOS COLCHÕES.

Visão do Lula (presidente do Brasil):
No meu próximo governo teremos colchões na calçada para os mendigos não precisarem dormir na frente das lojas da classe média.

Visão do Freud (pai da psicanálise):
A ausência do colchão na infância de uma criança provoca traumas que deliberam impulsos colchonianos.

Visão do Jung (tio da psicanálise e outras coisas):
Diante da Só Colchões os mendigos sonharam nuvens e minotauros.

Visão do Nietzsche (pensador nihilista):
Dormir na calçada da Só Colchões tornará os mendigos super-homens, libertando todos os seus deuses e demônios.

Visão de Che Guevara (revolucionário argentino):
Quando o novo homem surgir, os mendigos não serão mais mendigos, afinal, a partir dos seus atos revolucionários diante da Só Colchões libertarão-nos das nações imperialistas.

Visão do Pavan (alguma coisa da região):
Não há mendigos em Balneário Camboriú.

Visão do Einstein (físico alemão):
Se olharmos novamente, veremos que na verdade quem dorme são os colchões e os mendigos são as energias provocadoras do sono na mente humana, pura relatividade.

Visão de Bakunin (pensador Anarquista):
Na calçada da Só Colchões começaram as primeiras manifestações do Caos.

Visão de Rômulo Mafra (xxx do CLAP):
Que se foda a calçada, os mendigos tinham é que quebrar a vitrine.

Visão de André Pinheiro (cantor nagô):
Olá, iê, omá… Mendigo que é mendigo não se importa com a calçada, importa é com o colchão.

Visão do Felipe Damo (teórico da política itajaiense):
A prefeitura poderia fazer um orçamento participativo para restaurar o Clube do Fiuza e colocar os mendigos lá dentro.

Visão do Enzo Potel (pai da filosofia colchonense):
Não importa, tanto faz, o que importa é que estavam dormindo na calçada da só colchões, obrigado!

Anúncios

~ por Guilherme Meneghelli em terça-feira, 11 setembro, 2007.

13 Respostas to “Dois mendigos…”

  1. Visão do Seba (hóspede e cidadão horário do Aldeia Bistrot):
    Porra! Os mendigos não tavam dormindo: eles tomaram uns tragos a mais no Aldeia, saíram caminhando e tombaram bebaços na calçada da hic… hic… Só Colchões.

    Visão do Helinho (ex-critor com tendências suicidas):
    E, no final das contas, os mendigos estavam se perguntando porque deram fim às suas próprias vidas na calçada da Só Colchões.

    Visão da Morgana (Buarque de Holanda):
    Depois de leveram um papo com a Geni – feita pra apanhar e boa de cuspir – os mendigos dormiam na calçada da Só Colchões, ao som de Chico Buarque.

  2. Amei, André…
    Acho que o Enzo nunca pensou que esta poesia o tornaria um poeta tão famoso…
    Daqui a pouco, se procurar na wikipedia “mendigos” e aparece lá…
    Eles dorme na calçada da Só Colchoes

  3. HAHUHAUAHUAUAHUAUHAUAHUAHUHAUHAUAHUAHUAUHAUHAHUAHUAHUHA (inclusive pros comentários do andré e da verena ahhahahahahahahh)

  4. mas faltou essas:

    por felipedamo:
    Os mendigos dormiam na calçada da só colchões porque eles estavam cansados! (Hebe Camargo)

    por lollomafra:
    Os mendigos dormiam na calçada da só colchões porque esteve governo de bandidos e corruptos do PT não sabe administrar o Brasil! Se bem que, se eles eram mendigos, é porque mereciam, não tiveram competência pra crescer na vida. (Diogo Mainardi)

  5. ah, Verena.

    eu é que adorei ser chamado de cantor nagô!

    por Tetsuo Takita (ativista erótico e ted pássaro nas horas vagas):
    “Os mendigos estavam dormindo na calçada da Só Colchões porque haviam sido expulsos da cidade dos sem-pênis”.

    por professor Bento (historiador e militante do movimento negro):
    “Os mendigos, que são afrodescendentes, dormiam na calçada por causa da exclusão e da falta de oportunidades, que remontam historicamente à época da formação do Brasil”.

    por Magru Floriano (leonino, professor, cientista político e presidente de alguma entidade que não conhecemos):
    “O sono dos mendigos é um fato novo na política itajaiense. Isso não pode ser ignorado pela direita e pela esquerda, que já elaboram suas estratégias para as eleições do próximo ano”.

    Caetano Veloso (vaca-sagrada da MPB e magru-que-deu-certo):
    “Os mendigos são lindos. Mas também despertam sentimentos contraditórios: eu amo os mendigos, porque seus morenos peitos nus retratam a nossa beleza tropical; e eu odeio os mendigos, porque eles são a manifestação psicossocial de nossa condição de terceiro mundo. Ou não. Mas o mais importante é que… eu sou neguinha?”.

    por William Bonner (aquele que pensa que todumundo é Homer Simpson):
    “Os mendigos hoje ficam por aqui. Boa noite!”.

    por Ana Amélia Lemos (colunista política senil e xingadora da esquerda):
    “Os mendigos dormem sobre calçadas por pura inoperância do presidente Lula. Enquanto isso, continua a crise aérea e Renan é absolvido… e agora, presidente?”.

    por Fernando Gabeira (o que é isso, companheiro?):
    “Pô!… Aí, seu mendigo… tem um aí pra enrolar pra mim?”.

    por Bussunda (ex-cassetudo, ex-voz do Shrek e ex-vivo, direto do além):
    “Aí… os mendigos tavam dormindo lá mermo? Ô, ai… fala sério…”

  6. poxa, tô adorando isso, mas vamos trabalhar, sobre isso tudo aí vai mais alguns:
    por Jesus Cristo (pensador responsável pela contagem dos anos que temos hoje):
    Mendigo venhais comigo e não te arrependerás.
    por Judas Iscariotes (amigo de Jesus):
    Talvez te arrependerás.
    por Sebastião Salgado (fotógrafo em preto e branco):
    Click!
    por sr. Wilson (arqui-inimigo de Denis, o Pimentinha):
    Isso só pode ser coisa do Dênis.

  7. ahahahhahahhhaha. muito boas, Guilherme!

    vai mais:

    por Fausto Silva (ex-perdido na noite e chato do domingão):
    “Ôrra, meu! Ô loco, seu pentelho! Agora, mais do que nunca,esses mendigos, que são um exemplo de vida e de dignidade, tanto no pessoal quanto no profissional, porque quem sabe faz ao vivo. E não perca, daqui a pouco tem as videocassetadas e o super se vira nos trinta…”.

    por Galvão Bueno (locutor mala e sem noção global):
    “Bem, mendigos da Rede Globo. Voltamos ao vivo e em definitivo aqui da calçada da Só Colchões, onde a situação dos mendigos é drrrrrrrrramááááática… mas por isso agora vai entrar em campo ele, Rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrronaldinho!”.

    por John Lennon (ex-beatle cabeludo e assassinado ou Maria Bethânia de óculos):
    “Imagine um mundo sem países, religiões ou mendigos… com todos dormindo em paz, cada um no seu colchão”.

    por Regina Duarte (ex-viúva Porcina e portadora de síndrome do pânico):
    “Mendigos? Eu tenho medo!”.

    por Padre Quevedo (co-autor do hit Xô Satanás):
    “Desafio a qualquier uno e provo que estes mendigos non ecsisten… y los colchiones también”.

    por Stevie Wonder (em português, Esteves Maravilha):
    “Oooh! Oooh! Olhei, olhei, tornei a olhar… mas não consegui ver os mendigos. Nem os colchões. Nem a calçada. Nem a loja. Nem nada”.

    por Gustavo (proprietário do Aldeia Bistrot):
    “Putz! Ainda bem que não dormiram na calçada aqui da frente. Se ão iriam espantar a freguesia do bar… e atrapalhar o Sarau Benedito”.

    por Bento Nascimento (poeta psicografado, in memoriam):
    “Os mendigos
    ontem eram dois meninos
    que brincavam
    na Rua José Quirino”.

  8. eu nunca vou fazer tanto sucesso nas pistas com outro poema!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  9. quando é pra fazer besteira o ser humano é pródigo, não? rs

  10. Não vai mais rolar aqueles cartazes legaizinhos do Guilherme??? ehehhehe

  11. Vai rolar sim, me mantenham informado dos temas, datas e horários.
    O nascimento da “bacuri” mudou minha vida, vai se acostumando!

  12. ehehehhe… normal… 😉

    olha, lá no orkut tá a lista completa dos saraus até o fim de novembro, q é qdo faremos nosso pseudo-recesso ehehehee

  13. […] André Pinheiro disse isso em Terça-feira, 11 setembro, 2007 às 22:41 […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: